Quais os tipos de planejamento mais usados para definir os rumos da empresa?

Você já deve estar acostumado com a palavra “planejamento”. Mas você sabia que existem formas diferentes de planejar os passos da sua empresa? Descubra neste artigo!

Um empresário que não visualiza o futuro corre sérios riscos de ser surpreendido negativamente. Com processos complexos e um ambiente dinâmico, toda empresa precisa de estratégias claras para manter a saúde financeira e se desenvolver.

O planejamento é a premissa básica para tomar decisões estratégicas, preparando-se para movimentos do mercado e do ambiente empresarial, deixando seu negócio pronto para seguir na melhor direção em curto, médio e/ou longo prazo.

No entanto, planejar não é uma atitude unidimensional. Na verdade, o planejamento tem várias camadas e tipos, de forma que ele possa abarcar todas as estratégias e necessidades da sua empresa.

Tais estratégias e necessidades envolvem diretamente o período de tempo em que diferentes ações devem ser realizadas. Dessa forma, há planejamentos que lidam com questões de dias, semanas, meses ou até mesmo anos.

Os três tipos de planejamento aqui abordados serão:

  1. Planejamento Estratégico;
  2. Planejamento Tático;
  3. Planejamento Operacional.

Essa diferenciação é importante não só para preparar a equipe para os desafios a serem superados, mas mantém o gestor atento às estratégias que devem ser adotadas para um desenvolvimento sustentável.

Neste artigo, você verá:

O que é Planejamento Estratégico?

O que é Planejamento Tático?

O que é Planejamento Operacional?

O que é Planejamento Estratégico?

O Planejamento Estratégico cuida de desafios e decisões de longo prazo. Mais do que isso, ele lida com questões fundamentais do seu negócio, como a definição de missão, valores e a visão da empresa.

Dessa forma, o planejamento a nível estratégico serve como uma bússola para a empresa, apontando para a direção a ser seguida, mas sempre tendo em mente que é como uma viagem, uma ação longa e contínua em busca da excelência dentro dos objetivos propostos.

Vale salientar: quando falamos em “longo prazo”, nos referimos a ações que são aplicadas ou serão executadas num espaço de anos, podendo se tratar dos próximos dez anos, por exemplo.

Entre as ações que envolvem a camada estratégica, podemos destacar:

  1. Desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços;
  2. Entrada em novos segmentos do mercado;
  3. Aquisição de equipamentos de alto custo.

Como fazer um Planejamento Estratégico?

Como o planejamento a nível estratégico trata fortemente de uma visão de longo prazo, é importante que o gestor saiba com clareza o que ele quer para a empresa dentro dos próximos anos.

Neste ponto, definir metas para os anos seguintes é importante, mas é necessário que elas sejam facilmente compreensíveis e claras, isto é, bem definidas. Além disso, é importante que o empresário crie marcos para mensurar a evolução rumo ao objetivo.

Dessa forma, o monitoramento das ações tomadas, assim como a flexibilidade para alterar processos e replanejar são ações imprescindíveis para o bom desenvolvimento e execução de um plano estratégico.

Entre as ferramentas úteis, o uso de cronogramas se mostra fundamental para o bom acompanhamento da estratégia.

O que é Planejamento Tático

Não adianta ter planos de longo prazo caso você não tenha ações e estratégias a serem tomadas no meio do caminho. O Planejamento Estratégico precisa de suporte e é exatamente aí que entra o Planejamento Tático.

Também conhecido como Planejamento Gerencial, ele lida com desafios a médio prazo. Mas como ele fornece suporte aos planos de nível estratégico?

É simples: enquanto os planos estratégicos lidam com questões mais gerais da empresa, o Planejamento Tático cuida de desafios mais específicos, isto é, define metas e ações que se dividem entre as diferentes áreas do seu negócio.

Dessa forma, há planos táticos voltados para os Recursos Humanos, o Financeiro, Marketing e todas as outras áreas que envolvem a empresa.

Como fazer um Planejamento Tático?

Como um suporte direto do Planejamento Estratégico, o desenvolvimento dos planos táticos usam a missão da empresa e objetivos de longo prazo como base.

Dessa forma, cabe ao gestor olhar para tudo que foi definido no Plano Estratégico e pensar: que ações a empresa deve tomar este ano para se aproximar da superação desses desafios?

Assim é possível enxergar com mais clareza o que precisa ser feito, definindo ações por área e deixando os colaboradores cientes das metas a serem cumpridas.

Mais uma vez, a montagem de cronogramas e uso de outras ferramentas gerenciais são ações essenciais para o cumprimento do Planejamento Tático, ajudando a sua empresa a se aproximar cada vez mais da sua missão.

O que é Planejamento Operacional?

Dando uma sequência lógica aos outros planos, o Planejamento Operacional cuida dos desafios a curto prazo, isto é, lida com ações e objetivos do dia-a-dia da empresa.

Isso não quer dizer, porém, que o nível operacional é cego para questões de médio e longo prazo. Assim como as outras camadas fazem, ele se apoia nos outros planos desenvolvidos para, a partir deles, esquematizar ações que levem ao cumprimento dos objetivos.

Dessa forma, o Planejamento Operacional aparece com ações específicas e, muitas vezes, repetitivas. São essas ações que levam à construção de resultados firmes, que por sua vez conduzem o seu negócio rumo ao cumprimento dos maiores objetivos.

Dessa forma, apesar de lidar com planos de curto prazo, os planos de nível estratégico podem definir ações que se repetem pelo período de um ano, por exemplo.

Como fazer um Planejamento Operacional?

Como você já deve ter percebido, as ações do campo operacional são aquelas que envolvem o processo diário da empresa. Apesar de específicas, elas são essenciais para a construção de resultados a longo prazo, sendo a base dos planos táticos e estratégicos.

Nesse ponto, o desenvolvimento para otimização de processos e distribuição de tarefas entre as equipes é essencial. Se o Planejamento Tático leva em conta todas as áreas da empresa, os planos operacionais consideram ainda as sub-áreas.

Quer entender mais sobre Planejamento Operacional? Clique aqui e leia nosso artigo sobre o tema!

Está pronto para montar planejamento da sua empresa nos três níveis apresentados? Os serviços de uma consultoria empresarial podem te ajudar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
Rolar para cima