O que colocar em um Orçamento Empresarial? Aprenda TUDO sobre

Um Orçamento Empresarial bem feito pode ajudá-lo a manter a saúde financeira da sua empresa. Ainda assim, o orçamento é um documento complexo com vários elementos. Conheça-os agora!

Já falamos sobre como fazer o seu Orçamento Empresarial aqui. No artigo em questão, exploramos as questões mais elementares do desenvolvimento do orçamento ou, em outras palavras, tudo que você precisa para criar um com eficácia.

O uso de diagnósticos empresariais, a projeção de vendas e gastos, assim como o conhecimento profundo acerca de questões internas e externas da empresa foram apenas alguns dos pontos levantados.

No entanto, ainda é necessário que haja uma especificação maior, isto é, você precisa entender toda a composição do Orçamento Empresarial para fazê-lo da melhor forma possível.

Para isso, iremos detalhar os elementos que deverão ser colocados no documento de orçamento da sua empresa. Com isso, você terá mais facilidade quando for colocar todos os aprendizados em prática.

Neste artigo, você verá:

A composição do Orçamento Empresarial

Os tipos de orçamentos

Orçamento ou projeção de vendas

Orçamento de deduções de vendas

Orçamento de custos de produção

Orçamento de Recursos Humanos

Orçamento de despesas operacionais

Orçamento de investimentos

A composição do Orçamento Empresarial

Como já explicamos, o Orçamento Empresarial é um documento que compila informações acerca de gastos e ganhos da empresa. Tais informações são dinâmicas, podendo mudar ao longo do tempo e necessitando atualizações constantes.

É essa integração de informações que permite que o gestor tome decisões inteligentes em relação ao seu negócio. O estado financeiro da empresa pode determinar qual o melhor momento para realizar demissões, lançar um novo produto ou cortar gastos, por exemplo.

Dessa forma, o Orçamento Empresarial é formado por vários orçamentos dentro de si. Listamos abaixo os principais a serem levados em conta:

  • Orçamento ou projeção de vendas;
  • Orçamento de deduções de vendas;
  • Orçamento de custos de produção;
  • Orçamento de Recursos Humanos;
  • Orçamento de despesas operacionais;
  • Orçamento de investimentos.

Com esses seis tipos de orçamento, você terá as informações certas para montar um excelente Orçamento Empresarial.

Os tipos de orçamentos

Assim como o Orçamento Empresarial é um grande universo que compõe diversas informações, os orçamentos menores também são agrupados de outros dados. Conhecê-los é essencial para a execução correta das ideias aprendidas.

Saiba mais logo abaixo!

Orçamento ou projeção de vendas

Você já sabe que empreender é lidar com a incerteza durante todo tempo. Ainda assim, é bom buscar o terreno da previsibilidade, terreno esse que é firme e auxilia a fazer novos planos e tomar decisões mais seguras.

Nesse contexto, a projeção de vendas aparece como uma métrica que calcula quanto sua empresa irá vender determinado produto ou serviço durante certo período de tempo.

Apesar de não ser uma certeza, uma projeção bem feita pode preparar o empresário para tomadas de decisões mais arrojadas ou conservadoras, dependendo do contexto e da necessidade do negócio.

Com essa medida, o gestor pode prever o faturamento da sua empresa em determinado período de tempo.

Orçamento de deduções de vendas

Vender e faturar é bom, mas é necessário se lembrar que a venda de certos produtos e/ou serviços pode trazer mais alguns gastos. É aqui que se encaixa o orçamento de deduções de vendas.

Nele, você deve encaixar os gastos que ocorrem sempre que um produto ou serviço é vendido. Que gastos são esses? Temos alguns exemplos:

  • Impostos: dependendo da área de atuação de sua empresa, há impostos que são pagos a cada venda de determinados produtos. É importante estar atento a isso;
  • Comissões: algumas empresas dão bônus e comissões para empregados que realizam vendas, batem metas, entre outros. É um gasto a ser levado em conta;
  • Fretes: nunca se esqueça de que o produto precisa chegar ao seu cliente. Transporte, combustível e possíveis gastos com pedágio devem ser lembrados.

Existem ainda mais gastos a serem levados em conta como o de embalagens, possíveis devoluções e cancelamentos, entre outros.

Orçamento de custos de produção

Os custos de produção podem se assemelhar aos gastos com a venda, mas tem um componente diferente.

Enquanto as deduções por venda só se confirmam no momento em que o cliente compra o produto ou serviço, os custos de produção envolvem todos os gastos para tornar o produto vendável.

Isso inclui os investimentos para a produção de mercadorias, compra de materiais, compra voltada para revenda, entre outros.

É um orçamento de importância especial, pois, quando comparado ao faturamento, pode revelar se algum produto pode estar trazendo mais gastos que ganhos.

Orçamento de Recursos Humanos

Até o momento, vimos gastos relacionados aos produtos, serviços e vendas em si. Agora, voltamos os olhos para os custos com os colaboradores.

Em síntese, o orçamento de Recursos Humanos lida com os desembolsos da empresa relacionados a pagamento de salários, benefícios e encargos trabalhistas.

O peso de tal orçamento no Orçamento Empresarial é grande. O gestor precisa levar em conta as leis, reajustes e mudanças que podem ocorrer ao longo do tempo.

Possíveis compensações por questões como demissões, entre outros, também precisam ser levadas em conta.

Orçamento de despesas operacionais

O orçamento de despesas operacionais interage diretamente com o de custos de produção, mas com uma diferença importante: ele registra todos os outros gastos necessários para realizar a venda, excluindo os custos de produção em si.

Esses custos podem incluir o aluguel do escritório da empresa, estoque, pró-labore dos administradores, gastos com materiais usados pela equipe – mas que não são essenciais para a produção dos produtos comercializados -, entre outros.

Entender de custos fixos e variáveis pode te ajudar a ter uma compreensão ainda maior do orçamento de despesas operacionais.

Orçamento de investimentos

Uma empresa não deve ser estática. Caso ela simplesmente fique parada, é apenas questão de tempo para ela ser engolida pelo mercado e pela concorrência. Dessa forma, você deve sempre se planejar e pensar em formas de evoluir o seu negócio.

É nessa hora que o orçamento de investimentos mostra sua importância: ele inclui os investimentos necessários para a ampliação e crescimento do seu negócio.

Dentro dessa categoria encontramos a aquisição de maquinário, veículos, ampliação ou mudança do espaço físico, assim como o treinamento do pessoal.

Dessa forma, você incluirá no seu Orçamento Empresarial todos os investimentos existentes, impedindo que qualquer parte do ciclo orçamentário passe despercebida.

Está pronto para fazer o Orçamento Empresarial do seu negócio? Não esqueça de acompanhar os resultados durante a jornada. Veja os 4 indicadores de desempenho que toda empresa de sucesso precisa acompanhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
Rolar para cima